Página InicialQuem SomosTratamentoDepoimentosNotíciasGaleria de FotosFale Conosco
 
Confira aqui alguns depoimentos e testemunhos de vida.
 
DEPOIMENTO DE GUILHERME
 
``Mudança uma palavra simples, mas de proporções imensas´´.

Infelizmente aprendi a mudar pela dor e muito sofrimento.
Vou falar um pouco da minha história, uma história que permaneceu triste por um longo tempo e que já a algum tempo se tornou feliz uma felicidade que só neste tempo, que estou limpo pude sentir.
Quando tinha mais ou menos 9 anos de idade, mudamos para um bairro novo, era de casas populares, eu era uma pessoa muito tímida e fechada.
Ao longo do tempo fui me envolvendo e conhecendo muitas pessoas, tanto pessoas boas como ruins.
Escolhi andar e fazer parte das pessoas que usavam drogas e nós nos tornamos um bando.
Com 12 anos comecei a cheirar lança perfume, depois tiner, cola de sapateiro e maconha.Andava sempre em bando para brigar e usar drogas, mais tarde o vizinho da frente de casa começou a vender cocaína e me chamar para ajuda-lo a embalar a droga nesta época já tinha 14 anos e foi ai que conheci essa droga. E gostei muito.Porque eu era uma pessoa fechada, tímida e depois que eu usava, falava muito e me sentia até outra pessoa.
Depois descobri o álcool que me fazia ainda mais corajoso, depois de 01 ano mais ou menos se passou, eu já não tinha mais controle, quando usava, usava até não agüentar mais..... e quando acabava o dinheiro eu já roubava, era jovem e não tinha medo de nada ainda mais que roubávamos em bando, depois comecei a roubar bolsas na rua. Mais tarde com 16 anos mudamos para o centro, mas esta mudança não adiantou, roubava dentro de casa .
Roubei muito meu pai e minha irmã, gastava todo meu dinheiro, que ganhava trabalhando, vivia para a droga,nesta época cheguei a roubar a farmácia do meu avo, fiz uma conta enorme no posto de gasolina em nome do meu pai, já havia perdido totalmente o controle sobre minha vida, me lembro bem , minha mãe foi conversar comigo no quarto e perguntou, se eu queria ajuda chorando e com uma depressão imensa falei que queria.Fui internado pela 1ª vez com 17 anos, o tempo que estive lá foi muito bom para mim, descobri coisas que jamais havia sentido e aprendido, descobri que tinha uma doença que é incurável, progressiva e fatal, conheci varias pessoas e me lembro de cada uma até hoje, pessoas que haviam sofrido muito mais que eu.Depois o coordenador da comunidade recaiu e quase todos saíram de lá e eu também e fui para outra comunidade em Mogi Mirim fiquei 02 meses lá e não agüentei e vim embora, tomei novamente a decisão errada e paguei muito caro por isso.
Recai num piscar de olhos, já estava fazendo tudo de novo e depois de algum tempo muito pior,minha família já não sabia mais o que fazer, cada dia eu aparecia de um jeito em casa, ralado, cortado, machucado eram muitos os acidentes.Tentava parar por algum tempo depois voltava pior.
Quando comecei a traficar tinha 25 anos e me afundei ainda mais e estava a beira de ficar louco minha cabeça estava em um estágio que eu não agüentava mais tinha medo de tudo, conseguimos um bom dinheiro e ficamos em uma chácara 05 dias só usando drogas.Perto dali haveria um casamento, fomos no casamento e conheci minha mulher, convidei ela para ir na chácara no outro dia e ela aceitou.Comecei ama-la e começamos a namorar, ela sempre me pediu para parar de vender e de usar, ela falava que eu não precisava disso, eu tentava mas não conseguia, minha família cada vez mais distante,minha namorada já não agüentava mais as mancadas o sofrimento de estar com uma mentira, eu era uma mentira uma falsa promessa.Foi quando prenderam todo mundo e havia um tio meu envolvido, minha família ficou arrasada, ninguém desconfiava dele, escapei por pouco, cheguei em casa minha mãe me acusando, depois de um tempo acabou o dinheiro e a dependência continuou eu ia ter que começar a roubar e voltar a fazer tudo de novo neste ciclo que era minha vida, meu cunhado estava na mesma situação que eu, e minha namorada internou ele na Casa Vida, com o tempo ele foi se tornando uma outra pessoa.
Depois de uma noite muito difícil, resolvi mudar de vida, conversei com minha namorada e depois com minha mãe.No mesmo dia me internei na Casa Vida- 27/11/07, dessa vez tomei a decisão certa em minha vida. Cheguei na comunidade com uma única esperança em minha mente, com o tempo fui mudando meu modo de pensar não foi fácil, tive que me confrontar com tudo de errado que havia feito, com meus medos, minhas ansiedades, o desejo louco de recuperar o tempo perdido e juntando tudo isso em minhas reflexões, percebia que minha mente me manipulava com tudo que sentia e passava.
Sempre buscava ajuda em busca de me conhecer e saber o que realmente se passava comigo.
A palavra de Deus, o conhecimento exato da palavra foi me ajudando a cada dia, ter o autocontrole que tanto precisava.
A bíblia nos concede informações muito valiosas, verdadeiras jóias preciosas que nos mostra realmente em que caminho devemos andar.Fui ampliando meu conhecimento quando ganhei de presente uma bíblia que recebi de um amigo, ele me mostrou muita coisa sobre a verdade e o que a bíblia realmente ensina.
Foi um grande presente que Deus me concedeu.Minha mente mudou, meus conhecimentos mudaram me apeguei a Deus e me esforcei bastante para aprender os doze passos que me ajudaram a resolver meus problemas e me fizeram me tornar uma pessoa humilde, aliviou minhas culpas, fez com que conhecesse minha doença e buscasse ajuda nas coisas certas.
Por final me fez perceber que com ma minha ajuda outras pessoas também poderiam sair dessa situação.Com toda certeza por mais que ficasse triste, deprimido ou culpado não trocaria o pior dia que tive lá dentro pelo melhor dia aqui fora.
Com muita vontade e determinação consegui fazer as mudanças em minha vida e principalmente ser verdadeiro comigo mesmo e com minha família.
Minha mãe, minhas irmãs me apoiando, minha mulher que me fez acreditar que eu era capaz de mudar, os amigos que eu achava que tinha não me mandaram nenhuma carta, a família com quem tanto errei, sempre me apoiando pessoalmente e através das cartas, todos com muita vontade de me ver bem.
Minha namorada, aquela que muitas vezes eu deixava esperando, ela não me deixou esperando, toda semana mandava carta, em todas as visitas estava presente, e também modificou sua vida para me ajudar no meu tratamento, esse sim é o amor verdadeiro que conheci dentro de uma comunidade e que mudou minha vida.
Terminei meu tratamento em 27/08/08, 09 meses de mudança, 9 meses apreendendo a viver de novo um gestação, onde nasceu o verdadeiro Guilherme cheio de defeitos, mas que a cada dia busca corrigi-los.
Hoje com vinte e sete anos estou bem, continuo colocando em pratica o que apreendi, me casei em 06/12/08 uma data muito especial em minha vida que através da minha recuperação consegui realizar, minha família está muito feliz, minha mulher diz que é muito feliz ao meu lado, estudamos a bíblia juntos e fazemos os serviços da casa juntos um ajudando ao outro.
Estou me esforçando para ser um propagador da palavra de Deus e explicar tudo que estou aprendendo, a outras pessoas este é meu alvo espiritual, Minha mulher me ajuda e me apóia muito.
O amor de Deus me mostrou o caminho, minha parte foi prosseguir neste caminho.
Agradeço muito a Casa Vida por ter me ajudado a me tornar essa pessoa que sou hoje e jamais esquecerei que quando precisei o portão estava aberto e uma nova vida comecei a viver.

``Obrigado ´´

G.R.V

 
Por: Guilherme Roberto Venturini (publicado em 12/8/2009)
 
DEPOIMENTO DE L. L.J
 
Em primeiro lugar agradeço a deus, por essa oportunidade de poder dar este testemunho e estar vivo.
Eu sou Junior, e vou falar um pouco da minha vida e história.

Aos 07 anos de idade me lembro que era muito feliz e tinha uma família maravilhosa, gostava de ir a escola, brincar com meus amigos, era uma criança normal e igual a qualquer outra, meu grande sonho era ser jogador de futebol e comecei a treinar todos os dias, participei de um campeonato em que participou um time de fora do Brasil `` a Rússia ´´ e eu estava lá, com treinadores profissionais que faziam o famoso peneirão e eu fui um dos escolhidos,mas minha família não tinha condições de me manter.Abandonei o futebol e fui conhecendo novos amigos que eu achava que eram amigos. E a partir daí aos 14 anos conheci a primeira droga o álcool, e com o decorrer do tempo comecei a freqüentar churrascos, festas.... e conheci mais uma droga á ``cocaína ´´ .
Com o passar do tempo a droga passou a estar presente todos os dias na minha vida e não consegui mais me sustentar e comecei a manipular a família, e todos os amigos que gostavam de mim, e comecei a traficar.Fui afundando cada vez, não conseguindo pagar os patrões das drogas e eu pegava, comecei a fazer coisas que nunca imaginei, eu assaltava, seqüestro de motos, latrocínios, então fui me tranfromando em um monstro e ninguém queria estar perto de mim.
Fui preso por porte de arma ilegal e drogas e dentro da prisão rezei bastante e lá lembrei de jesus, mas foi só naquele momento, sai da prisão e continuei aprontando.
Depois disso foi quando dei o 1º passo, que foi admitir para minha família que precisava de ajuda e minha irmã se propôs a me ajudar, falou com o padre e na mesma semana consegui uma internação na Casa Vida, fiquei muito feliz abracei toda minha família e disse eu vou mas volto, ,pois quero me tratar para ser um homem honesto e de caráter como minha mãe sempre sonhou.
Chegando na Casa Vida o coordenador me perguntou se queria ser um novo homem e eu disse que sim, para isso é preciso fazer um tratamento durante 09 meses, que significa nascer de novo, ser um novo homem, no começo não foi nada fácil. Nunca vou esquecer o apoio de minha família que esteve sempre comigo nas visitas , principalmente minha mãe que foi minha força maior, faltando apenas dois dias para terminar minha caminhada perdi minha força maior ( ela faleceu). E após seu enterro começou minha vida fora da clínica, perdi ele mas ficou meu pai que é doente , meu tio deficiente e minha querida irmã e isso só me fez fortalecer, fiz minha recuperação bem feita com a graça de Deus , dos companheiros e dos coordenadores.
Hoje fazendo 01 ano e 11 meses limpo, estou trabalhando em uma empresa, contente com o que faço, sou pintor profissional.
E Deus me deu uma pessoa maravilhosa e um filho que me ajudam a encontrar meu equilíbrio, hoje estou casado e feliz.
Hoje faço parte da diretoria da Casa Vida, entidade que me acolheu e onde nasci de novo, sou voluntário do Amor Exigente e sou católico praticante e com a graça de Deus estou buscando cada dia mais ser feliz.
Espero que meu testemunho de vida, possa vir a ajudar pessoas que assim como eu, estão perdidas na dependência das drogas e do álcool.
Sua recuperação só depende de você, Jesus está de braços abertos para todos.

Junior
 
Por: LUIS DE LIMA JUNIOR (publicado em 11/8/2009)
 
DEPOIMENTO DE PAULO ROBERTO
 

Bem, a minha vida antes de conhecer a Comunidade Casa Vida, era muito sofrida, pois eu bebia muito, e estava completamente dependente do álcool, já não comia, não cuidava da higiene, se eu não consumisse álcool , não conseguia nem trabalhar pois tremia demais, dormia em construções, no meio do mato, por estar sempre embriagado.
Foi quando estava no trabalho e meu filho apareceu e me disse, Pai o senhor quer ir para uma clínica de recuperação e fazer um tratamento sério, porque do jeito que o senhor está indo, logo você vai para o cemitério e eu não quero ver o senhor sofrer tanto assim.
Eu estive na Casa Vida, e conversei , e se o senhor quiser ir , tem que ser amanhã, e eu respondi se for para o meu bem eu vou.
Neste dia surgiu para mim uma nova oportunidade de voltar a viver, pois até então eu estava destruindo minha vida e também fazendo sofrer as pessoas que só queriam o meu bem, aceitei me internar e fazer uma recuperação, não só do álcool mas também da minha vida e poder voltar a sonhar e voltar a ter dignidade e poder conquistar as coisas com muita honestidade.
Quando eu cheguei no Sítio Vida Nova, as primeiras semanas e meses foram muito difíceis, porque estava acostumado a ficar solto e ir para onde queria.
Eu e meu filho mal conversávamos, quando nos encontrávamos era só oi, eu corria dele quando estava alcoolizado e ele fugia de mim por vergonha. Ele sofria muito quando me encontrava num bar bebendo, só que ia embora e chorava sozinho sem que eu soubesse de nada.Mas quando começou a freqüentar as visitas da Casa Vida, começou a me encontrar diferente, então começamos a conversar, se entender , cresceu a amizade, o carinho e também o retorno do respeito entre ambos, e com isto fui dando mais valor a minha vida e as pessoas que me queriam bem, mas eu não enxergava.
A partir do 3º mês ficamos tão felizes eu comecei reparar no filho
maravilhoso que tinha e que me amava tanto e eu não sabia ou não queria perceber ele estava ali ao meu lado o tempo todo, mas a bebida não deixava eu enxergar que ele estava sempre perto de mim.
O tempo foi passando e eu estava firme na minha recuperação, eu achava que tinha que fazer a recuperação por e para ele, mas foi ele mesmo que me disse o senhor tem que fazer sua recuperação pelo senhor, para que a sua vida melhore.
Para muitas pessoas a dependência química(álcool e Drogas) não são aceitas como doença, mas só acompanhando o trabalho de uma Comunidade é que vão passar a entender e vão passar a aceitar a dependência e procurar ajudar pessoas que possuem a dependência, é uma luta árdua, dolorosa e difícil para o dependente e para a família.
Mas com o apoio do meu filho, que não me abandonou, e não deixou faltar carinho, apoio, paciência, companheirismo e compreensão e das pessoas de gostam de mim.
No tempo em que passei na comunidade aprendi muitas coisas, que eu já sabia mas não dava valor.Nos apegamos em Deus, nosso poder superior, e nos 12 passos que é a base de tudo o que a gente precisa para viver, não sozinho mas em sociedade.
Aprendi a viver em comunidade, com os companheiros de caminhada, nós dividíamos tudo uns com ou outros, não só as coisas materiais, mas também nas horas mais tristes e difíceis como também nas horas alegres.
Hoje terminada esta etapa eu me sinto muito bem fisicamente, psicologicamente e mentalmente, tenho certeza que hoje posso falar que estou vivendo o momento mais feliz da minha vida, meu filho do meu lado e também todas as pessoas que me querem bem.
Devo tudo isso a Casa Vida
 
Por: Paulo Roberto (publicado em 11/8/2009)
 
DEPOIMENTO
 
Quero contar um pouco da minha história que começou há algum tempo atrás.
Tudo começou com uma festa para adolescentes após uma briga com meu pai.
Naquela noite começou o que seria a minha destruição, o começo de um grande erro.
Ao ver meu pai agredir fisicamente minha mãe, perdi o senso, fiquei furioso e parti para uma briga horrível, ele sempre agredia minha mãe mas acontecia quando eu não estava lá, mas naquele dia vi e não consegui me controlar achei que aquilo tinha que acabar, logo depois de agredi-lo e deixa-lo desmaiado, sai e me encontrei numa festa na casa de um “amigo”, ele me vendo muito nervoso e até machucado,perguntou o que havia acontecido e contei, ele me ofereceu um copo com uma bebida, tomei e comecei a me sentir mais calmo, mal sabia eu que aquilo seria o começo da minha destruição.
Então comecei a mudar os meus hábitos e comportamento, achava que meus problemas seriam resolvidos todas as vezes que bebesse.
Com isso o tempo foi passando, e aí sempre que bebia tinha que também usar droga (maconha), isso me deixava calmo e alegre.
Conheci uma moça com quem me casei e vivi 14 anos, no começo ia tudo bem, bebia, consumia droga, mas sem prejudicar ninguém, bom era o que eu pensava.
Logo nasceu meu primeiro filho, meu tesouro, fiquei muito feliz, comecei a fazer planos, ainda conseguia controlar a vida, trabalhava muito queria dar tudo o que ele e minha esposa precisavam.Nesse tempo passaram-se 05 anos, recebi outro presente o nascimento de minha segunda filha e eu agradecia a DEUS, por tudo.Comprei minha casa e pensava pronto tenho tudo o que mais precisava, mas o vício ia aumentando.
Comecei abandonar minha família, ficava noites fora de casa, mesmo assim falava para minha esposa,não estou fazendo nada de mal,vocês tem tudo o que falta.
Sempre tinha pessoas me alertando, minha mãe era a que mais falava e me aconselhava, mas eu não ouvia, falava não esquenta a hora que eu quiser eu paro.Depois de algum tempo perdi o emprego, falei para minha esposa ficar tranqüila, pois medo de trabalhar, eu não tinha, mas minhas forças estavam se esgotando. Passei a beber cada vez mais, e minha esposa pediu que eu fizesse uma escolha entre a bebida e minha família, não pensei duas vezes e escolhi a bebida.
Então veio a separação, deixei tudo que tinha para ela e meus filhos, e pensava agora estou livre, mais cada vez mais me afundando.Fui pra casa de minha mãe, não conseguia parar, precisava de ajuda, só não sabia o que fazer.
Procurei igrejas, mais só estava me escondendo, comecei a entrar em desespero. Então resolvi que ia me matar, entreguei minha vida totalmente a bebida e a droga (maconha).Havia dias que bebia 04 litros de pinga e fumava quase todos os dias. Para conseguir dinheiro roubava quase tudo na casa de minha mãe, vendi muita coisa que ela tinha.Eu tinha que morrer, sempre pedia a Deus, mas parecia que ele não me ouvia.Então decidi que iria morar na rua, passei a morar em uma construção, só ia até a casa de minha mãe para pedir dinheiro ou roubar alguma coisa que havia sobrado.Todos os dias ao acordar, ia até os bares e ficava pedindo uma dose de bebida para alguém e tinha necessidade de beber cada vez mais.Quase sempre era humilhado, chegavam a fazer coisas absurdas, como por exemplo escarrar no copo de bebida de me dar para beber, e eu bebi pois precisava daquilo, não conseguia mais controlar e se ficasse sem o álcool tinha convulsões.
Tinha me tornado o que todos dizem o lixo do mundo.Um dia após beber muito resolvi ir a casa de minha mãe ao chegar lá encontrei uma pessoa, que creio eu enviada por Deus e essa pessoa começou a conversar comigo, depois de algum tempo disse quero te ajudar, porém você precisa querer na hora não pensei 2 vezes e disse: Me ajude por favor. E ele me disse existe um lugar aonde cuidam de dependentes químicos e alcoólatras, você quer ir, são 9 meses de tratamento, então eu disse não tenho mais nada a perder.Dois dias depois cheguei a Comunidade Casa Vida/Sítio Vida Nova, aonde aconteceria uma mudança em minha vida que nunca mais esqueceria.Os primeiros dias foram muito difíceis devido ao período de abstinência, mas logo comecei a me encaixar no programa.Pude entender que o que tinha e tenho é uma doença, incurável, progressiva e fatal, porém uma doença era difícil de admitir, mais somente assim conseguiria me tratar, os dois primeiros meses para mim foram para desintoxicação, depois comecei a mudar meus pensamentos e entrar no programa de recuperação. Desde o início já havia mudado alguns conceitos e comportamentos, mas entendi que sem humildade não começaria nada.
Dessa forma, fui aprendendo como estacionar minha doença, conheci primeiro os doze passos cristão, o que cada um significa e como aplicá-los no meu dia a dia.
Também conheci um pode superior a mim mesmo que se chama Jesus Cristo. Todos os dias, pela manhã, descemos ao espaço destinado a orações, onde é feito o Estudo Bíblico, logo após vamos para laborterapia é que manter as dependências da Comunidade em total organização e limpa. Os 12 passos são aplicados pela coordenação assim como o FTI e as palestras sobre prevenção de recaídas, Traços N.E.P., tudo isso é feito por pessoas preparadas e acima de tudo pessoas que crêem no Cristo.
A vida dentro da comunidade não é fácil, porém é gratificante, pois o resultado sempre é benéfico, conheci muitas pessoas boas e ruins, que também passaram pelo mesmo processo, tudo isso que hoje descrevo aqui as vezes me parece um sonho, mais graças a Deus é real e cada vez mais me sinto grato a comunidade Casa Vida. Terminei meu tratamento em julho de 2008, porém tenho plena consciência que estarei sempre em recuperação, Não sai perfeito, mas só por hoje procuro errar menos, hoje sei que não tenho nada do que pedi, mas foi me dado tudo que eu precisava.
Tenho hoje a felicidade de experimentar uma Vida Nova.

Obrigado a todos funcionários e voluntários que fazem parte da Família CASA VIDA/SÌTIO VIDA NOVA.
 
Por: Lazaro Ap. Pires de Lima (publicado em 29/6/2009)
 
Voltar
 
Página Principal
 
Desenvolvido por: Otavio Vicentini - Clube do WebMaster